Acontece

“Abav reconquistará liderança nas Américas”, diz ex-WTM

A Abav Expo deu um upgrade este ano. Este é um consenso entre os profissionais entrevistados pelo Portal PANROTAS durante os três dias de evento. Embalada por um melhor momento econômico, sim, mas também com mais opções de capacitação, espaço para nichos, corporativo, um público qualificado e negócios mais produtivos. Mas a estratégia é sempre melhorar, continuar evoluindo, pois o mercado brasileiro é propício aos negócios e consequentemente a concorrência de feiras, principalmente internacionais, cresce.

Para seguir em linha ascendente, e mais, para subir definitivamente a um novo patamar, a Promovisão, empresa que hoje é responsável pela organização e promoção da feira, contratou um reforço estratégico para ser diretor de Desenvolvimento de Negócios. Lawrence Reinisch até este ano era o líder da principal concorrente da Abav, a WTM Latin America, evento em que ele ergueu do zero e hoje é a referência do calendário do primeiro semestre no Brasil. Agora ele está no mais tradicional do País.

“Fui contratado para dar à feira uma identidade de encontro às necessidades do trade brasileiro e latino-americano. Pretendemos fazer da Abav Expo um sinônimo de promoção turística em que a feira será apenas um dos componentes de um grande portal, uma grande plataforma de eventos 365 dias por ano, isto é, o trade se lembrará da feira todos os dias, usando algumas ferramentas da Abav na promoção de seu negócio”, prevê o novo contratado, que atuou por dez anos na Reed Exhibitions, da WTM. “A Abav será referência em promoção turística.”

Internacionalizar a Abav será um dos objetivos de Reinisch, e a América Latina tem posição fundamental neste contexto. “A vizinhança é quem traz mais volume no inbound. É mais fácil atrair grupos de Argentina, Chile e Uruguai do que de mercados europeus e norte-americano”, afirmou o executivo, que também já atuou em Embratur, Anac e Anhembi. A partir daí dá para sentir um pouco do que será a 46ª edição da feira. “Pelo que avalio nestes primeiros dias de trabalho creio que é perfeitamente possível conseguir atingir o objetivo de recolocar a Abav como o evento mais importante das Américas, ainda que eu só tenha a aplaudir a curva ascendente que a feira apresentou em 2016 e 2017.”

Fonte: PANROTAS

x

x



x