Acontece

Abracorp investe em governança e inaugura “Canal de Transparência”

No final de junho, Carlos Prado foi reeleito presidente do Conselho de Administração da Abracorp. Na manhã desta terça-feira (11), a entidade realizou uma coletiva de imprensa com o objetivo de apresentar os pilares e objetivos desta gestão. A principal novidade é o lançamento do Canal de Transparência da entidade, que tem como objetivo receber relatos e denúncias de práticas em desacordo com os códigos de conduta e de ética da associação.

Segundo explicou o diretor da KPMG, Emerson Melo, a denúncia é um dos pilares do compliance – aspecto fundamental da governança corporativa e que começou a ganhar mais relevância no Brasil a partir de 2013, com a chegada dos grandes eventos internacionais. “Uma associação internacional de investigadores fez um estudo a partir de 6 mil relatos e concluiu que um canal de transparência contribui para antecipar 50% de eventuais casos de desvio de conduta”, definiu.

O presidente executivo da Abracorp, Gervasio Tanabe, destacou que o lançamento desta canal faz parte de um processo que teve início a partir de um planejamento estratégico traçado em 2017. Ele lembrou que em 2018 foi lançado o Código de Ética e Conduta, depois os princípios de valores da entidade. “Em seguida veio o Guia de Melhores Práticas para as associadas, depois para fornecedores e, mais recentemente para eventos”, contou.

As denúncias poderão ser feitas por meio de um número 0800, pelo site, e-mail ou caixa postal. Os relatos podem ser anônimos ou não e todo o processo é conduzido de forma independente pela KPMG. O objetivo, segundo Melo, é orientar as empresas e as ações da Abracorp não terão caráter punitivo, mas sim a meta de perseguir as melhores práticas.

NOVOS CONSELHEIROS

A reeleição de Prado trouxe novos conselheiros para a entidade e, com eles, um aperfeiçoamento nas práticas de governança. Uma das mudanças é a instituição da figura “Conselheiro Sponsor”, de forma que cada um deles seja responsável por um dos comitês da associação. Entre eles, Edmar Bull, da Copastur, cuidará de Tecnologia e Novos Recursos; Rubens Schwatzmann, da Costa Brava, de Qualidade; e Mariano Azeredo, da Rio Travel, de Governança.

RESULTADOS

O presidente da entidade, Carlos Prado, comentou ainda os resultados do segundo trimestre, que mostraram uma alta de 42% entre os meses de abril e junho. “A demanda ainda é muito baixa, mas a oferta será grande. Acredito que também no corporativo, empresas comprarão de uma maneira diferente. Estamos muito atentos fazendo monitoramento e pesquisa para acompanhar o desvio de comportamento de compras”, afirmou. “Muita coisa dos protocolos vai ficar para sempre. Estamos fazendo os ajustes para poder atender melhor e seria uma pena se saíssemos desta travessia sem agregar valor a toda cadeia”, complementou.

Já Gervasio Tanabe ressaltou que os números mostram uma tendência de alta – embora o volume atual seja aproximadamente 80% menor do que o registrado no ano passado. Ele acredita que na retomada do setor, o lazer poderá se recuperar antes. “O corporativo avança em um ritmo mais lento porque muitas empresas não autorizaram ainda que os seus colaboradores viagem. Já no lazer, a viagem depende apenas da pessoa tomar a decisão”, finalizou.

Fonte: mercadoeeventos.com.br

x

[recaptcha]

x




[recaptcha]

x