Acontece

Aéreas podem usar seus apps para captar mais paxs; veja como

O entretenimento a bordo evoluiu em ritmo acelerado nos últimos anos. No entanto, hoje as telas já estão em declínio, pois as companhias aéreas reconhecem que seus passageiros estão prestando mais atenção aos seus dispositivos móveis, na espera de entretenimento móvel via conectividade wi-fi.

Embora esse wi-fi esteja quase sempre disponível, ele pode não ser forte o suficiente para fornecer uma excelente experiência de visualização de vídeo no dispositivo móvel. Sendo assim, os viajantes acabam baixando o vídeo por meio de seu aplicativo de streaming favorito antes de embarcarem.

Porém, em vez de deixar o entretenimento durante o voo nas mãos de provedores de streaming, as companhias aéreas podem se aproveitar deste fator combinando vários ativos que já possuem: a infraestrutura de seus aplicativos, as licenças para filmes e programas de TV e anos de experiência na produção de revistas de bordo.

Com a infraestrutura e a adoção dos aplicativos já em vigor, as aéreas só precisam transformá-los em um atrativo que manterá os clientes ocupados durante o decorrer de um voo. E a coisa pode ser mais simples do que parece, afinal, as as áreas já licenciam filmes e programas de TV para suas viagens – tudo o que precisam fazer é disponibilizá-los para os viajantes fazerem o download por meio de seus aplicativos.

Eles podem oferecer uma biblioteca de conteúdo dentro dos aplicativos e a opção de baixar conteúdo por um período limitado de tempo – digamos, 24 horas antes ou depois da chegada. Os viajantes frequentes já recebem bebidas gratuitas e acesso a um club lounge, então por que não recompensá-los com mais conteúdo de vídeo?

As empresas aéreas podem deixar facilmente que os passageiros frequentes mantenham conteúdo em seus dispositivos por um período mais longo ou oferecer uma biblioteca com mais opções à disposição.

Além dos filmes e programas de TV, há ainda outra oportunidade de engajamento dentro do aplicativo no que se refere à revista de bordo. Basicamente, essa publicação é um mecanismo de entrega de anúncios para a companhia aérea, conselhos de turismo, restaurantes, hotéis, parques temáticos e destinos de viagem.

O aplicativo pode oferecer conteúdo semelhante, oferecendo artigos de texto e vídeo sobre os destinos e até mesmo vantagens de associação. Ao abrir oportunidades de conteúdo para parceiros e anunciantes, as companhias podem monetizar ainda mais sua experiência no aplicativo enquanto entregam algo que o viajante considera valioso. Elas também podem eliminar os custos de impressão e distribuição das revistas.

PARA ALÉM DAS AÉREAS

As companhias aéreas não são as únicas empresas do setor que podem usar essa ideia. Os hotéis também podem oferecer uma seleção de filmes para download e programas de TV para convidados por um período limitado de tempo em torno de sua estadia.

Se os hotéis puderem ativar a transmissão para suas TVs, os visitantes poderão assistir ao conteúdo baixado na tela maior do quarto do hotel.

Ao tornar seus aplicativos mais do que uma ferramenta de reserva e check-in, as companhias aéreas e os hotéis podem tornar suas marcas uma parte ainda mais completa da jornada do viajante. A única coisa que as empresas precisam fazer é casar esses lados de seus negócios para criar grande valor com muito pouca despesa.

Fonte: Panrotas.com.br

x

x



x