Acontece

Como conciliar as viagens corporativas com a vida pessoal?

Os viajantes corporativos sabem o quão difícil é conciliar seu tempo entre as viagens corporativas e a vida pessoal. Quando acontecem imprevistos nas viagens então, a situação torna-se ainda mais complicada.

Felizmente, existem maneiras de fazer isso funcionar. E as ações não devem vir apenas do viajante, como também dos gestores de viagens e das empresas onde eles trabalham.

Veja a seguir como conciliar as viagens a negócios com a vida pessoal:

1. Faças as reservas com antecedência e monte um calendário familiar
Em uma pesquisa realizada no Reino Unido e dirigida a mulheres que viajam a negócios, 40% dizem que preferem organizar sua viagem com duas semanas a um mês de antecedência. A reserva antecipada não só ajuda as mães e os pais viajantes a arrumarem as coisas em casa, como também as empresas a economizarem dinheiro. “A empresa pode economizar até 21% de seus gastos de viagem simplesmente reservando os voos com antecedência, e viajantes a negócios podem pagar até 200% mais caro por passagens aéreas compradas em cima da hora”, comenta o diretor de Marca da Flight Centre Business Travel, Andrew Grunewald.

2- Verifique se sua empresa tem políticas de viagens voltadas à prevenção de riscos e ao duty of care
As práticas de duty of care são uma consideração crucial ao gerenciar viagens e devem fazer parte da política das empresas. Caso seja necessário, pedir o apoio de uma TMC para escolher opções de hospedagem seguras e transfers confiáveis é uma boa alternativa. “Durante suas viagens, os funcionários encontrarão algumas condições adversas que podem incluir desde pequenos transtornos, como voos cancelados, até preocupações mais sérias de saúde, segurança e proteção. É aqui que o duty of care se torna vital. Um plano abrangente relacionado ao tema garantirá que a empresa tenha os procedimentos corretos e que seja possível reagir de forma eficaz se algo lamentável acontecer no país de destino do viajante. As TMCs podem ajudar as empresas a saberem onde seus funcionários estão em todos os momentos”, comenta Grunewald.

3- Delegar os planos de viagem aos profissionais

Uma pesquisa feita pela Flight Center Business Travel mostra que, em 45% das viagens corporativas, os preparativos são alterados pelo menos uma vez. Gerenciar essas alterações – e o efeito que elas causam em todos os outros arranjos feitos – pode ser um pesadelo se você não for um especialista em viagens. Organizar voos, reservas de hotéis, transfers para o aeroporto, entradas para lounges, seguros, aluguel de carros e pontos de fidelidade são coisas que tomam muito tempo e podem ser delegadas ao gestor de viagens ou outro profissional que ajudará o viajante em caso de alterações ou preocupações relacionadas à viagem.

4. Aproveite as tecnologias para ficar em contato com a família

A tecnologia torna fácil e rápido o processo de participar de uma videoconferência e logo em seguida conversar com os entes queridos pelo mesmo aparelho. Depois de encontrar a maneira correta de se comunicar com a família em casa, é vital que a tecnologia esteja disponível para ajudá-lo a se conectar. Estar hospedado em um hotel que ofereça wi-fi de qualidade é o primeiro passo.

5. Aproveita o bleisure e leve a família quando possível
Embora isso não seja possível em todas as viagens, levar a família para curtir a folga de alguns dias depois da conferência ou das reuniões é uma ótima maneira de solucionar o fato de ser um viajante corporativo com uma família esperando em casa. Antes de tudo, verifique se a política de viagem de sua empresa permite a prática do bleisure e quantas pessoas são permitidas na viagem.

Fonte: Panrotas.com.br

x

x



x