Acontece

Como criar um programa de viagens atrativo para os millennials? Veja dicas

Uma estatística chocante, porém verdadeira: até 2025, 75% da força de trabalho será composta por millennials. E um relatório da MMGY Global reforça este fato ao revelar que, das três gerações que atuam no mercado de trabalho, eles serão os que mais farão viagens corporativas.

Entre 2015 e 2016, os millennials fizeram uma média de 7,7 viagens de negócios, enquanto os trabalhadores da geração X fizeram 6,4 viagens e os baby boomers 6,3. Mas a geração Y quer mais: o relatório indica que 61% deles desejam viajar com mais frequência.

Faz todo o sentido, considerando que essa geração é composta por um grupo independente, adaptável e aventureiro que anseia pelo tempo fora do escritório. Hiperconectados, eles trabalham facilmente em qualquer lugar e são multitarefa. Como muitos deles adiaram se casar e ter filhos, podem viajar com antecedência e não têm pressa de voltar para casa – pelo contrário, ficarão mais tempo no destino se a política da empresa os permitir.

Por causa de seus traços únicos, os millennials também têm desejos específicos quando se trata de viagens corporativas. E embora possa parecer mais fácil manter o status quo e ignorar seus pedidos, isso fará com que os viajantes mais ansiosos deixem a empresa para trabalhar em outra, que ofereça melhores benefícios de viagem. Felizmente, ajustar o programa de viagem para eles não precisa ser um bicho de sete cabeças. Com apenas algumas mudanças sutis, é possível criar um programa que seja um verdadeiro “ímã millennar”. Confira as dicas a seguir:

1- Disponibilize ferramentas tecnológicas que os acompanhem
Talvez a característica mais definidora desses “nativos digitais” seja a tecnologia. Mais dependentes dela do que experientes nela, eles realizam muitas de suas tarefas diárias em seus dispositivos móveis e acham que não deve ser diferente quando se trata de planejar suas viagens corporativas.

Eles querem o poder tecnológico para fazer reservas, verificar itinerários, receber atualizações de viagem, passeios e reservas de jantar que possibilitem o envio de todos os relatórios de despesas pelo smartphone.

A solução: simples. Incentive-os a baixar aplicativos que coordenem as etapas de viagem de forma rápida e sem problemas. A tecnologia deve oferecer aos viajantes a capacidade de visualizar e compartilhar seus detalhes do itinerário e receber atualizações de viagem em tempo real, acessando suporte ao vivo quando necessário. Se o aplicativo ajuda os viajantes a encontrarem restaurantes e atividades para fazer nas proximidades do destino visitado, melhor ainda.

2- Oferecer a flexibilidade de acomodações alternativas
De acordo com outro relatório da MMGY Global, apenas quatro em dez viajantes empresariais manifestaram interesse em permanecer em uma acomodação alternativa, como as oferecidas via Airbnb, durante uma viagem de negócios.

No entanto, quando a questão foi feita apenas aos millennials, esse número saltou para sete em dez. Não é de admirar que eles adorem tanto isso. Eles anseiam por novas experiências que lhes dão um sabor da cultura local – ainda mais se acharem que estão fazendo um bom negócio.

A solução: flexibilizar. No passado, alguns gestores de viagens podem ter hesitado em permitir que seus viajantes permaneçam em acomodações compartilhadas, mas as coisas estão mudando agora – e rapidamente.

De acordo com recente relatório da Bloomberg, mais de 250 mil empresas estão inscritas para reservar e gerenciar viagens pelo Airbnb, em comparação com apenas 250 em 2015. Vale lembrar que há alguns meses o Airbnb lançou uma ferramenta de busca projetada especificamente para viajantes de negócios.

3- Dar aos millennials tempo para explorarem a cidade que estão visitando
Por meio de sua pesquisa, a MMGY Global também descobriu que 73% dos millennials querem algum tempo de lazer durante uma viagem de negócios, quer eles estendam suas viagens por alguns dias ou simplesmente tenham a oportunidade de desfrutar de algumas horas de lazer entre os compromissos de trabalho.

Como aventureiros, eles desejam explorar a cidade, absorver a vibração dela, sentir que estão tendo um novo encontro – além de ter uma imagem legal para compartilhar no Instagram.

A solução: dê-lhes algum espaço para praticar atividades de lazer. Você pode até mesmo oferecer dinheiro para o entretenimento, o que não lhe custará qualquer extra se criar um sistema de recompensas.

Por exemplo, programas que incentivam os viajantes a economizar em suas reservas compensarão aqueles que fizerem isso com atividades de lazer. Esse tipo de incentivo é particularmente atraente para os millennials, que além de fecharem negócios terão uma experiência nova e marcante em suas viagens.

x

x



x