Acontece

Como realizar viagens corporativas sustentáveis em 2020

A BCD Travel identificou as tendências de sustentabilidade e mobilidade a partir de 2020 em seu novo relatório, o Como Viajar a Partir de 2020. Não existe um código de vestuário para viagens corporativas, mas a TMC prevê uma crescente preferência pelo verde. É ecológico, assim como viajar de forma mais sustentável e tentar fazer jornadas climaticamente neutras.

Pesquisas mostram que cada dólar gasto em viagens corporativas resulta em US$ 12,50 de receita extra, e a probabilidade de potenciais clientes assinarem um contrato depois de uma reunião presencial é 50% maior.

“Estamos viajando mais do que nunca. O número de voos internacionais aumentou para 1,4 bilhão em 2018 e a economia mundial ainda está crescendo. Na nossa parceria com os clientes, nossa função é ajudá-los a atingir seus objetivos de negócios, oferecendo ferramentas e informações para diminuir o impacto das viagens aéreas nas mudanças climáticas”, diz o diretor de Operações Globais e Diretor Comercial da BCD, Mike Janssen.

O que as empresas e os viajantes podem fazer?

  • Avaliar os esforços de sustentabilidade da organização com ferramentas de autoavaliação de sustentabilidade em viagens
  • Considerar com cuidado se uma reunião presencial é mesmo necessária ou se existem alternativas às viagens aéreas que possam ajudar a reduzir as emissões de CO2. Se alguma reunião interna não incrementa as vendas, nem o resultado final, é um bom momento para começar a usar a colaboração virtual e diminuir os deslocamentos
  • Se for necessário viajar de avião, considere compensar o impacto das viagens a negócios calculando o custo das emissões de CO2 e doando esse valor para projetos de energia sustentável em todo o mundo
  • Envolver e conscientizar viajantes corporativos usando ferramentas para compartilhar dicas de como deixar as viagens a trabalho mais sustentáveis – escolher hotéis com rótulo ecológico, programar vários compromissos em uma única viagem, alugar carros elétricos ou usar o transporte público.

O que mais esperar em 2020

Além de iniciativas ecológicas, a BCD identificou outras tendências para 2020 que afetarão as viagens a negócios. O desenvolvimento contínuo de carros autônomos pode permitir que viajantes corporativos passem esse tempo como passageiros se preparando para reuniões e não como motoristas que precisam manter os olhos na estrada.

Soluções de mobilidade aérea urbana, como táxis voadores autônomos, podem realmente levar a mobilidade a outros patamares e resolver os crescentes problemas de tráfego. O interesse renovado em viagens espaciais pode levar a inovações que reduzem o tempo de viagens longas para quase um décimo. Além disso, o surgimento de robôs em aeroportos e hotéis também pode melhorar as experiências dos deslocamentos a trabalho.

Fonte: Panrotas.com.br

x

[recaptcha]

x




[recaptcha]

x