Acontece

Consolidar viagens e eventos pode aumentar a eficiência das empresas

A consolidação de viagens, reuniões e eventos cresceu 62% desde 2015, de acordo com um levantamento feito pela GBTA em parceria com a Cvent com 124 gestores de viagens e eventos norte-americanos. Se o movimento continuar neste ritmo, a previsão é de que dois terços de todos os programas serão integralmente consolidados até 2019.

A proporção de travel managers que disseram estar considerando a fusão caiu 46% desde 2015, mas isso indica que mais deles tomaram medidas a respeito desde então. Já para 64% dos entrevistados, os programas foram unidos ou estão no processo para serem.

O método parece estar funcionando. Noventa e sete por cento dos respondentes relataram um grande sucesso em atingir os objetivos da unificação – um aumento de 14% em relação a dois anos atrás. Para eles, as principais prioridades deste processo são melhorar a transparência (83%), alavancar o volume de gastos (79%) e aumentar a eficiência (77%).

“As empresas podem aumentar a eficiência, reduzir redundâncias e poupar dinheiro e tempo ao juntar viagens, eventos e até mesmo o programa de marketing. Estamos vendo consolidações a uma taxa mais rápida do que nunca, apontando para um crescente reconhecimento da indústria de que essas funções devem se apoiar para gerar melhores resultados de negócios”, explica o diretor de Marketing da Cvent, Patrick Smith.

Há dois anos, os desafios mais difíceis para os gestores participantes da pesquisa era garantir o suporte de seus líderes dentro da corporação e adotar tecnologias de gerenciamento. O segundo deles mostra um avanço. O acesso às ferramentas melhorou drasticamente: de 34% de usuários em 2015 para 60% neste ano.

No entanto, uma minoria considerável ainda não adotou quaisquer passos em direção à consolidação. Vinte e três por cento dos gestores que participaram não unificaram os programas e também não pretendem fazê-lo. E ainda há 14% que estão ponderando agregar suas viagens e eventos.

x

x



x