Acontece

Estudo revela o que viajantes corporativos mais valorizam

A Egencia divulgou hoje os resultados de uma pesquisa com mais de 5,5 mil viajantes corporativos que identificou o que eles mais valorizam ao fazer suas reservas.

O material revela que uma maioria esmagadora (90%) aprecia mais os horários convenientes de viagens e os locais dos hotéis, além de voos diretos, conforto ou benefícios pessoais, que incluem voar em classe executiva e ganhar pontos de fidelidade.

Os entrevistados contam que o elemento mais importante de um programa de viagem é a capacidade de controlar as próprias reservas (48%) — desde as iniciais até as mudanças necessárias — comentando sobre a importância de capacitar os viajantes e fornecer a eles ferramentas de fácil uso. Um segundo item importante citado foi o atendimento especializado ao cliente (15%).

A maioria dos viajantes de negócios quer fazer a coisa certa, com 82% afirmando que reservam sempre dentro da política de viagens. A França, a Alemanha e a Suécia estão entre as nações mais diligentes, com uma conformidade de 87% à política, enquanto os Estados Unidos são os menos propensos a cumpri-la, com 62% de conformidade. O motivo mais comum para reservas fora da política é o fato de os viajantes não conseguirem fazer as reservas com antecedência suficiente (49% dos entrevistados a nível global e 52% nos EUA fizeram essa reivindicação).

PREÇOS
A maior queixa em programas de viagens corporativas são as restrições de preço e seu impacto na qualidade da hospedagem (31%), seguidas por opções de upgrade limitadas (15%). Não poder adicionar vantagens como acesso à sala Vip está entre os três principais fatores que afetam as reservas nos EUA, no Reino Unido, na Alemanha e na Suécia.

“Os dias de corte de custos absurdos de um programa de viagens já desapareceram. Embora ainda seja esperado que os gestores proporcionem economias, as apostas agora são muito maiores: cultura da empresa, marca do empregador, capacidade de atrair e reter talentos — estes fatores são fundamentais para o crescimento e sucesso das empresas. O gestor moderno sabe disso e definirá o programa de viagens para desempenhar um papel determinante na formação da cultura da corporação onde atua”, afirma a vice presidente de Marketing da Egencia, Wendy White.

CONVENIÊNCIA DO VIAJANTE
Os viajantes são motivados a reservar opções convenientes, que permitam a eles economizar tempo e ter um momento para descansar. Quase um terço (29%) dos entrevistados preferem voos diretos e 22% preferem horários de voo convenientes. No geral, os entrevistados desejam selecionar horários que se encaixem melhor à sua programação (30%).

Os viajantes de negócios também preferem as opções de hotel em locais convenientes e seguros (31%). 23% declaram que sua principal prioridade é reservar um hotel que esteja dentro da política, seguido por um bom negócio ou preço (14%).

A pesquisa entrevistou 5.545 usuários da Egencia na América do Norte, Europa e Ásia-Pacífico em maio deste ano.

Fonte: Karina Cedeño – PANROTAS

x

x



x