Acontece

Ethiopian: detalhes de voo a Buenos Aires via São Paulo

Conforme já anunciado, a Ethiopian Airlines oferecerá, a partir de março de 2018, cinco frequências semanais para Buenos Aires, partindo da capital da Etiópia e hub da aérea, Addis Abeba. Os voos serão uma extensão da rota já realizada para São Paulo, ligando assim os três destinos no trajeto Addis Abeba-Buenos Aires-São Paulo.

Nesta terça (14) a aérea revelou detalhes dos voos, como frequência e horários; veja abaixo:

A rota terá duração total de 15 horas e dez minutos, sendo 11 horas de Adis Abeba até São Paulo e o restante do tempo do Aeroporto de Guarulhos até o Aeroporto de Ezeiza, na Argentina. Um Boeing 787 Dreamliner será responsável pela operação, que conta com 22 assentos na executiva da aérea africana, chamada Cloud Nine, e 240 assentos na econômica.

A conectividade oferecida aos passageiros partindo da capital argentina foi ressaltada pelo CEO do Grupo Ethiopian Airlines, Tewolde GebreMariam. “Estamos orgulhosos em adicionar Buenos Aires, nossa sexta conexão na América, à nossa malha aérea. Nosso novo voo para Buenos Aires oferecerá conexões para a Ásia, Oriente Médio e África, incluindo Pequim, Shangai, Seul, Tóquio, Mumbai, Délhi, Dubai, Beirute, Nairobi e Cairo”, comentou.

O voo de estreia acontece no dia da mulher, em oito de março de 2018, e como homenagem será completamente operado por mulheres, segundo a empresa.

ALTERAÇÕES NA ÁSIA
Além de anunciar a rota para Buenos Aires, segundo o site Business Traveller a Ethiopian estaria fazendo também algumas mudanças em suas rotas da Ásia-Pacífico para o próximo verão do hemisfério norte (inverno no Brasil), com seus serviços para Manila (Filipinas), Seul (Coréia do Sul) e Tóquio (Japão) obtendo novas rotas ou conexões.

Uma das mudanças é que, a partir de junho do ano que vem, os voos da aérea entre Addis Abeba e Manila deixarão de ser uma parada em Bangcoc e, em vez disso, farão escala em Hong Kong. Os voos partem da Etiópia às terças, quintas e domingos, com o retorno da capital filipina acontecendo as segundas, quartas e sextas. A rota Addis Abeba-Hong Kong-Manila será operada por um Airbus A350.

Em consequência desta alteração, os voos de Addis Abeba para Tóquio, que antes paravam em Hong Kong, agora terão escala em Seul. A capital sul-coreana, por sua vez, contará com voos diretos para a capital da Etiópia; anteriormente, a rota entre as duas cidades fazia conexão em Hong Kong. As mudanças acontecem também em junho do ano que vem, e a rota Addis Abeba-Seul-Tóquio será operada por um Boeing 787-8 Dreamliner. De todas as pernas de amba as rotas, a única que não pode ser adquirida individualmente é o voo Seul-Tóquio.

Os voos partem de Addis Abada as quartas, sextas e domingos; o retorno de Tóquio acontece nas segundas, quintas e sábados.

As novas rotas da companhia aérea etíope são anunciadas após a Kenya Airways retirar sua presença em toda a região da Ásia-Pacífico, com destaque para o cancelamento de seus serviços para Hong Kong e Hanói em outubro.

AQUISIÇÃO DE 4 BOEINGS
Além das alterações e novidades nas rotas, a Ethiopian fechou a encomenda de quatro aeronaves Boeing 777, a um investimento de mais de US$ 1,3 bilhão.

Segundo a Boeing, a compra elevaria o número total de 777s encomendados no ano para 57 aeronaves, sendo 37 unidades da geração atual deles, e o restante para a próxima geração que ainda deve ser inaugurada, o 777X.

x

x



x