Acontece

Flexibilização da quarentena: Brasília se prepara para retomar turismo

De forma gradual, os setores comerciais de Brasília começam a retornar e, em julho, há expectativa que ocorra um crescimento de 640% no fluxo de passageiros no Aeroporto Internacional JK. Desta forma, a Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur) também estima um aumento na movimentação do setor. A capital será um dos destinos mais procurados para se visitar em  2021.

Segundo a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, a capital está pronta para receber os visitantes de todo o país com segurança, e aposta no turismo interno como o grande aliado nessa retomada. “Estamos implementando todas as medidas de segurança necessárias no comércio e em pontos turísticos. E ainda temos um aeroporto que é um exemplo de modernidade e eficiência aérea, além de ser o maior hub doméstico do país,” garante Vanessa.

O diretor de Assuntos Corporativos da Inframérica, Rogério Coimbra, destaca que o Aeroporto de Brasília é um importante centro de conexão e vem recuperando o fluxo de forma gradual, seguindo medidas de segurança para evitar aglomerações. “Reabrimos uma das salas de embarque – o pier norte – que estava fechada desde abril, como forma de atender às recomendações de distanciamento social. Além disso, adotamos diversos protocolos sanitários como a solução termográfica para aferir a temperatura corporal dos passageiros e, ainda, disponibilizamos diversos pontos de álcool em gel nos principais setores do terminal”, afirma o diretor.

O setor de hotelarias também encara a retomada de voos para Brasília com otimismo. A presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Distrito Federal (ABIH-DF), Adriana Pinto, afirma que a colaboração entre o âmbito público e privado é importante para a recuperação do setor e diz que os hotéis estão prontos para receber os visitantes com toda segurança. “Estamos bastante otimistas com esse aumento no fluxo de passageiros. Nossa rede hoteleira voltou a operar normalmente este mês com todos os EPI´s e novos procedimentos de segurança e higiene necessários que fazem parte do Manual de Boas Práticas lançado em parceria com a Setur-DF,” explica Adriana.

*Com informações do Setur

Fonte: correiobraziliense.com.br

x

[recaptcha]

x




[recaptcha]

x