Acontece

GBTA: viajante a negócios busca personalização e recompensas

Um novo estudo realizado pela Global Business Travel Association (GBTA) detalhou o que viajantes corporativos dos Estados Unidos buscam quando em deslocamentos a trabalho. O levantamento mostra que esses consumidores valorizam programas de fidelidade (82%) e a personalização de suas experiências (84%).

Ao definir a hospedagem em suas próximas viagens, o executivo considera, em média, três hotéis diferentes. Para 82%, os programas de fidelidade têm papel influenciador nessa escolha, sendo grandes motivadores o acúmulo de pontos e recompensas (90%) e a crença de que a fidelidade gere um melhor serviço (81%).

O uso dessa pontuação acumulada, no entanto, divide os viajantes. Para 49%, os resgates acontecem preferencialmente em viagens corporativas, enquanto que 43% optam em fazê-lo em seus momentos de lazer.

Pernoites gratuitos, upgrades de quartos, flexibilização no resgate de pontos, check-in expresso e recompensas no serviço são as cinco grandes vantagens oferecidas pelos programas de fidelidade, segundo o estudo.

VIAGEM SOB MEDIDA

A personalização de sua experiência hoteleira é fator importante para 84% dos entrevistados. Essa experiência, aliás, deve ser diferente de quando em viagem a lazer, com 64% valorizando amenidades outras ao viajar a trabalho.

Neste sentido, os viajantes corporativos deixam de lado sugestões de transporte (50%) e entretenimento (40%) e focam em sugestões de restaurantes (57%) e em melhores preços e ofertas (58%).

“Da reserva ao check-out, nossa pesquisa mostra que a personalização está em alta entre os viajantes corporativos”, afirma a diretora e pesquisadora da GBTA, Jessica Collison. “Muitos procuram customizar suas experiências hoteleiras para que elas se alinhem a suas necessidades durante uma viagem”.

“Tanto compradores quanto fornecedores devem levar em conta fatores de personalização nas reservas e na experiência do hóspede ao definir suas viagens e programas de fidelidade, completa.

DADOS COMPARTILHADOS

O compartilhamento de informações entre as companhias e os hotéis é bem vista pelos executivos. Por uma experiência mais personalizada, os viajantes estariam dispostos a compartilhar quais são as amenidades preferidas em hotéis (55%), detalhes do itinerário de viagem (42%) e tipos de restaurante e entretenimento prediletos (39%).

Para agregar as informações deste estudo, promovido em parceria com a Omni Hotels & Resorts, a GBTA colheu de forma on-line a opinião de 500 viajantes corporativos ao redor dos Estados Unidos.

Fonte: panrotas.com.br

x

x



x