Acontece

Gestão de viagens na China: tecnologia oriental com políticas ocidentais

Os chineses estão gastando grandes quantias em viagens corporativas. Segundo uma pesquisa da GBTA, em 2016, a República Popular da China figurou no primeiro lugar em gastos totais com deslocamentos a negócios, tornando-se o maior mercado de viagens a trabalho no mundo, superando os Estados Unidos. Em 2017, atingiu US$ 344,6 bilhões nestes gastos.

De acordo com a Cits American Express Global Business Travel, a primeira joint venture sino-americana na China a fornecer serviços de gestão de viagens corporativas, 90% das empresas chinesas esperam ver um aumento na receita vindo do crescimento dessas viagens.

O vice-presidente da Cits Amex GBT, Kevin Tan, afirma que muitas das companhias estatais na China estão descentralizadas e têm programas de deslocamentos a trabalho não gerenciados. A maioria dos clientes da TMC é formada por multinacionais americanas e europeias, com viajantes chineses que se adaptaram a um estilo de gestão ocidental, com políticas estabelecidas e aprovações prévias à viagem.

É por isso que a empresa vem trabalhando para instruir as empresas chinesas sobre como uma abordagem de gestão ocidental pode levar a oportunidades adicionais de economia de custos, ajudar a cumprir as obrigações do duty of care e a fornecer mais informações sobre o programa.

Embora o conceito esteja começando a pegar em cidades como Pequim e Xangai, muitas corporações ainda estão tentando entender o que é uma TMC e como um sistema mais rígido pode ser adotado pelos chineses, especialmente quando os colaboradores se acostumaram com ferramentas tecnológicas avançadas que não são tão disponíveis em programas gerenciados.

“A China evolui mais rapidamente que o mundo ocidental. Eles já estão considerando uma solução móvel para refeições durante deslocamentos a trabalho e aplicativos diários para processamentos e reembolso, por exemplo”, diz Tan.

Segundo o executivo, várias startups estão trabalhando em soluções móveis especificamente para viagens corporativas que permitirão aos funcionários reservar e pagar por passagem aérea, hotel, trem e transporte terrestre, assim como fazer trocas e reembolsos, entre outras possibilidades. Tudo feito via app em seu smartphone.

Fonte: Beatrice Teizen – PANROTAS

x

x



x