Acontece

Governo aprova criação de reserva ambiental na Amazônia

A Reserva Extrativista do Baixo Rio Branco – Jauaperi foi efetivada em decreto assinado pelo Governo Federal nesta quarta-feira (6). A conquista das comunidades locais com apoio de empresas de ecoturismo da região é um marco para a preservação de uma grande área entre os estados de Amazonas e Roraima, como publicado no Diário Oficial da União.

Com uma área de cerca de 581 mil hectares, a Resex está localizada nos municípios de Rorainópolis (RO) e Novo Airão (AM) e beneficiará mais de 200 famílias em uma área recoberta pelo bioma amazônico.

A criação da reserva é considerado o meio mais efetivo de evitar ameaças que acercavam a região, como desmatamento para agricultura e pesca intensiva, bem como a caça ilegal de quelônios, como a tartaruga-da-Amazônia.

A empresa de ecoturismo Katerre, estabelecida no município de Novo Airão desde 2004, desenvolve expedições fluviais pelo Rio Negro, com itinerários que contemplam a região do Jauaperi, onde os turistas têm a oportunidade de desfrutar da natureza e interagir com ribeirinhos. Os visitantes desembarcam na comunidade Gaspar, onde está a escola municipal Vivamazônia, que promove valores ambientais e sociais.

Além do trabalho de conscientização realizado com essas visitas, a Expedição Katerre ainda desenvolveu um programa de proteção de praias e reprodução de quelônios, em parceria com a Associação dos Artesãos de Rio Jauaperi (AARJ), que por meio do presidente Francisco Paredes, contribuiu para criação da Reserva Extrativista. Hoje são seis praias em quatro comunidades que fazem parte do projeto e ajudam a desovar mais de dois mil filhotes de quelônios.

Com o decreto, iniciativas dessas organizações sociais e ambientais e de empresas que promovem a região ganham força na disseminação da importância do conhecimento sobre a Amazônia e da preservação de suas comunidades e biodiversidade.

Fonte: PANROTAS

x

[recaptcha]

x




[recaptcha]

x