Acontece

Informações sobre o Coronavírus

Para aqueles que estão de visita à China ou outros países asiáticos, vale ficar em alerta para seguir as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). No site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também existem algumas “medidas de preparação, orientação e controle para um possível atendimento de casos suspeitos no País”.

O que é:

O coronavírus faz parte de um grupo de vírus que pode causar infecções respiratórias, desde resfriados a pneumonias. Esse vírus pode atingir tanto pessoas como animais.

Transmissão:
A transmissão do vírus, por sua vez, ocorre pelo ar ou por contato pessoal

– Saliva;
– Espirro;
– Tosse;
– Apertos de mãos;
– Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Sintomas:
Os sintomas são bem parecidos com uma simples gripe

– Febre alta;
-Tosse;
– Falta de ar.

Apesar de não existir remédio para combater o coronavírus, existe o tratamento sintomático. Isto é, se o paciente apresentar algum dos sinais citados, haverá uma medicação específica para aquele sintoma.

Para evitar uma possível contaminação é necessário:

– Lavar regularmente as mãos;
– Cobrir a boca e nariz ao tossir e respirar;
– Evitar aglomerações e ambientes fechados;
– Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas e, se apresentar sintomas, procurar o serviço de saúde mais próximo.

Outros tipos do vírus também já existiram ao longo dos anos. Entre os mais conhecidos estão a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV), que aconteceu em 2003 e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS-CoV), que é mais recente e ocorreu em 2012. Sobre esse novo vírus, o 2019-nCoV a suspeita é que a mutação tenha se dado em algum mercado chinês, onde são vendidos animais vivos.

E no Brasil?
No País, não há casos confirmados da doença, mas uma suspeita da doença foi levanta em Minas Gerais. Uma mulher de 22 anos apresentou sintomas que podem ser enquadrados como os do coronavírus. De acordo com informações, a jovem viajou para China e continua sendo monitorada pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG)
Uma outra informação que alertou os brasileiros nesta segunda-feira, 27, é que a Organização Mundial da Saúde (OMS) corrigiu a informação de que o risco internacional de contaminação era “moderado” e o classificou como “elevado”.

x

[recaptcha]

x




[recaptcha]

x