Acontece

JetSmart se prepara para iniciar voos domésticos no Peru

Com novas rotas domésticas no Peru, a JetSmart está promovendo voos inter-regionais pelo país, para potencializar rotas aéreas que não passam apenas por Lima, mas também cobrem outros aeroportos do país, descongestionando o tráfego aéreo da capital. A companhia aérea está gerenciando as licenças com as autoridades peruanas para obter a Certificação de Operador Aéreo da Direção Geral de Aeronáutica Civil e, assim, cumprir com todos os regulamentos e requisitos de segurança operacional exigidos naquele país. O objetivo é começar a operar voos domésticos no país durante o primeiro semestre de 2021.

Além disso, a JetSmart desenvolveu um protocolo de higiene e biossegurança chamado “Compromisso SMART”, que consiste em uma série de medidas consideradas antes, durante e após o voo.

Quando os passageiros fazem check-in na web, eles devem apresentar uma declaração de que não estão infectados pelo novo coronavírus e que não estiveram em contato com pessoas infectadas. A distância social será respeitada no check-in do aeroporto, de forma que os passageiros tenham o mínimo de contato possível com quem os atende. O uso de máscara será obrigatório para funcionários do balcão e passageiros. Além disso, será feita a verificação de temperatura antes do embarque no avião.

“A crise pela qual a indústria está passando testou a eficácia do nosso modelo ultra low cost, flexível e eficiente. Foi uma oportunidade de inovar e explorar novos negócios que ainda não consideramos, diversificando nosso plano de expansão e participação na região. Por esse motivo, decidimos iniciar o processo de certificação de voos domésticos no Peru e nosso objetivo é nos tornar uma companhia aérea local”, explicou o CEO da companhia, Estuardo Ortiz.

No Peru, a JetSMART iniciou suas operações em dezembro de 2017 com voos internacionais entre Santiago do Chile e Lima. Depois continuou a expansão em abril de 2019 com voos internacionais que conectam a cidade de Arequipa a Santiago do Chile e, finalmente, em dezembro de 2019, inaugurou a rota entre Santiago do Chile e Trujillo, conseguindo transportar mais de 300 mil passageiros até o momento.

“Acreditamos no Peru e no seu desenvolvimento. Esperamos que a recuperação da pandemia seja mais rápida nos mercados domésticos. Vemos uma oportunidade de desenvolver nosso modelo para o benefício de todos os peruanos e peruanas”, acrescentou Ortiz.

Fonte: Panrotas.com.br

x

[recaptcha]

x




[recaptcha]

x