Acontece

Londres: com aeroportos superlotados, TMCs clamam por expansão

O GTMC, que representa as agências de viagens corporativas (TMCs) e demais membros da indústria do Reino Unido, realizou nesta quinta (26) uma solicitação urgente ao governo britânico. Para o grupo, uma decisão rápida deve ser tomada a respeito da expansão de pelo menos um dos aeroportos de Londres, Heathrow ou Gatwick; “preferencialmente dos dois”, segundo o CEO do grupo, Adrian Parkes. A informação é do Travel Mole.

“Como representante dos viajantes de negócios, o GTMC vem pedindo a um tempo uma expansão nos aeroportos no sudeste de Londres, vital para a continuação do crescimento econômico do Reino Unido”, afirmou o executivo.

Segundo ele, uma pesquisa realizada junto a Oxford Economics revelou que um aumento de somente 1% na quantidade de viagens internacionais na capital britânica poderia alavancar 400 milhões de libras em novos negócios no país, “algo que só pode ser alcançado através da expansão de um dos dois aeroportos”, acredita Parkes.

AEROPORTOS LONDRINOS SUPERLOTADOS
Seu pedido de expansão dos complexos aeroportuários da cidade vai de acordo com uma análise do governo revelada também nesta semana, também pelo site Travel Mole. Segundo o secretário de Turismo de Londres, Chris Grayling, seguindo previsões de aumento da demanda por voos na cidade, quatro dos cinco aeroportos londrinos ficarão superlotados dentro de uma década, se nada for alterado. Vale lembrar que, há apenas dois meses, os quatro principais aeroportos de Londres bateram o recorde de movimentação para agosto.

Logo, a necessidade da construção de uma terceira pista no Heathrow, que já é debatida pelo governo, é agora “mais essencial do que havíamos pensado anteriormente” para o secretário, considerando ainda que atualmente, as duas pistas do aeroporto já estão sendo utilizadas em sua total capacidade suportada.

O Gatwick também foi utilizado como exemplo, sendo que o número de passageiros que passam anualmente por ele aumentou 11 milhões nos últimos cinco anos, de 34 para 43 milhões de transeuntes anuais.

No mesmo período, os aeroportos de Stansted, Luton e London City, também na capital do Reino Unido, viram um aumento combinado de 13 milhões de passageiros na média anual.

Se a proposta da terceira pista de Heathrow, que já passa pela análise dos deputados britânicos, for aprovada, a previsão é que ela tenha sua construção iniciada em 2021, com conclusão em 2025.

Fonte e imagem: PANROTAS

x

x



x