Acontece

Novo aeroporto de Istambul terá internet das coisas

Com previsão de abertura para o primeiro semestre de 2018, o novo aeroporto de Istambul (INA) já carrega a promessa de trazer toques inovadores desde 2016, quando seu projeto foi indicado para a final do Festival Mundial de Arquitetura (WAF, em inglês). Mais recentemente, foi anunciada a implantação de um sistema de localização de malas desenvolvido pela Sita na nova instalação, que proverá a operadores e passageiros informações em tempo real sobre a localização de suas bagagens.

Desta vez, a própria IGA Airports, empresa responsável pela construção do espaço e que deve operá-lo por 25 anos, revelou algumas novidades que o local deve trazer, visando torná-lo “mais inteligente”, nas palavras da empresa. A base para isso é que o aeroporto terá todos os “sistemas interligados digitalmente”, contando com um aplicativo para que as informações do complexo cheguem aos clientes.

Um ponto destacado é a utilização da Internet das Coisas (IOT, em sigla conhecida do termo em inglês, “internet of things”) no aplicativo. Com ela, os passageiros poderão solicitar informações relativas à sua localização no aeroporto, recebendo respostas em tempo real. Um pedido de ajuda de algum passageiro feito através do app, por exemplo, será atendido pelo funcionário do aeroporto que estiver mais próximo, localizado através da ferramenta.

Segundo o site Atw, a combinação do IOT com a big data no aplicativo fará com que a IGA consiga gerir de forma mais efetiva o fluxo de passageiros através do aeroporto, fornecendo uma visão em tempo real nas filas de inspeção de segurança e de imigração, além de outros pontos em que há ampla convergência de passageiros, como no check-in ou área de embarque.

As novidades divulgadas se estendem também a infraestrutura do complexo. Portões automáticos para portadores de passaportes biométricos serão instalados, permitindo “acelerar o fluxo de passageiros”, segundo a IGA. Além disso, um novo sistema de bagagens permitirá que os passageiros pesem seus próprios pertences, gerem etiquetas para eles e os coloquem por si só em uma esteira de despacho, sem precisar passar por filas para atendimento com funcionários da empresa.

Por fim, a IGA Airports oferecerá um “estacionamento inteligente”, no qual câmeras inteligentes detectarão, pela placa do veículo, qualquer atividade inusitada que aconteça a ele, como colisões, roubos de pertences ou furto.

Localizado a 35 quilômetros da cidade, o aeroporto terá, em sua primeira fase, três pistas e um terminal com uma capacidade anual de 90 milhões de passageiros.

Um vídeo foi divulgado pela IGA, mostrando como está a construção do aeroporto até o momento. Veja no site Panrotas.

Fonte e imagem: PANROTAS

x

x



x