Acontece

Políticas de viagens devem ter diferenciações para perfis

Conseguir identificar e garantir as diferenças entre os diversos perfis de viajantes é um dos maiores desafios das empresas, de acordo com o diretor comercial da Gol, Rogério Guerra.

“O viajante que tem que se deslocar de Fortaleza a São Paulo não terá as mesmas necessidades daquele que precisa se deslocar do Rio de Janeiro para São Paulo, por exemplo. É preciso ver se ele precisa de um serviço de bordo diferenciado, wi-fi e outros detalhes”, comenta Guerra.

No que se refere à hospedagem, um viajante que vai visitar três cidades em uma semana deve ter uma condição de hospedagem com conforto para ter energia para enfrentar as negociações. “A maior parte das empresas trata todos os seus funcionários por igual e não criam diferenciações para as necessidades de cada um. Essas necessidades devem ser levadas em conta pela política de viagens”, conclui o diretor comercial da Gol.

A diretora da Academia de Viagens, Patricia Thomas, defende a ideia de que as empresas devem ter políticas de viagens diferenciadas para os diferentes perfis de viajantes.

O debate aconteceu durante o Fórum Abracorp, realizado hoje durante a 46ª Abav Expo.

Fonte: Karina Cedeño – PANROTAS

x

x



x