Acontece

Tecnologia envolvida nos serviços de reservas deve ser simples, afirma especialista

Enquanto muitas empresas apostam em complexos sistemas tecnológicos para aprimorar suas ferramentas de reservas, a solução pode estar justamente no contrário – ou seja, na simplificação dos processos.

Mas de que forma isso pode ser feito? Segundo o diretor de Produtos para Gestão de Viagens da HRG, Richard Kelly, as empresas precisam investir em plataformas para serviços móveis que agreguem em um único local os serviços oferecidos por diversos fornecedores.

“É preciso considerar que hoje o desktop representa 47,8% do tráfego na internet, enquanto o realizado via aplicativos móveis representa 51,3%”, ressalta Kelly. Ele também reforçou a necessidade de as empresas oferecerem plataformas com interface simples, que reduzam a quantidade de cliques necessários para chegar ao ponto de interesse.

“Hoje os processos devem ser mais dinâmicos, considerando que as novas gerações como os millennials e a geração Z, que têm forte papel na indústria de viagens corporativas, levam apenas oito segundos para processar uma informação. Eles também valorizam bastante a personalização dos produtos, e pesquisas revelam que 60% dos millennials gostariam de informar suas preferências às empresas para que elas possam oferecer produtos que estejam mais relacionados a elas”, relatou Kelly, que palestrou para o público presente no quinto Fórum HRG América Latina, que acontece no Grand Hyatt São Paulo (SP).

Fonte: Portal Panrotas

x

[recaptcha]

x




[recaptcha]

x