Acontece

Um guia de segurança para quem vai para a Copa na Rússia

Fãs de futebol de todas as partes do mundo já estão a caminho da Rússia para a Copa do Mundo que começa na próxima quinta-feira (14), e com tanta diversidade cultural reunida em um só país, é sempre importante saber o que é seguro fazer e o que não é. Pensando na segurança dos viajantes, a International SOS e a Control Risks montaram um guia com dicas e conselhos de segurança para quem estará em território russo nos próximos 30 dias.

“Com a chegada de milhares de pessoas para a Copa, os riscos aumentam por uma série de fatores. O uso de transporte terrestre, a conscientização sobre pequenos crimes em espaços lotados, a segurança em acomodações e as exigências de visto são algumas das situações que podem resultar em problemas inesperados aos viajantes”, alertou o especialista em segurança da International SOS e Control Risks, Timur Baiguzhinov.

“Embora muitas instalações médicas na Rússia tenham sido renovadas nos últimos anos, os visitantes devem estar cientes de que os padrões de atendimento nem sempre coincidem totalmente com os internacionais. Habilidades com o idioma e exigências de pagamento em moeda local são questões importantes a serem consideradas. Recomendamos às organizações e seus viajantes que planejem o suporte médico antes da viagem e que façam contingências para quaisquer problemas, mesmo que pequenos”, recomendou o diretor médico regional da International SOS, Dr. Olivier Barles.

Confira abaixo algumas dicas para assistir à Copa do Mundo sem preocupações:

Evite dirigir sozinho e use apenas táxis oficiais. Certifique-se de ter seu hotel e outros endereços importantes escritos em russo e um serviço de tradução on-line/off-line disponível. No caso de um problema de segurança em que seja necessário suporte imediato ao idioma, contate o Centro de Assistência Internacional SOS mais próximo.

Evite exibições ostensivas de riqueza deixando objetos de valor em um local seguro (ou seja, seguro para o hotel) e carregando apenas pequenas quantias de dinheiro.

Se você é um viajante LGBT, evite exibições de afeto em público, já que a legislação russa considera ilegal a “promoção da propaganda homossexual”.

Monitore os assuntos diplomáticos internacionais para questões que possam afetá-lo com base em seu perfil e evite discutir política em ambientes públicos. Considere cuidadosamente qualquer postagem de mídia social.

Caso você perceba uma confusão pública, desocupe a área e retorne a um local seguro (ou seja, seu hotel ou escritório) até que a situação se estabilize.

Evite redes de internet sem fio públicas. Desative as funções Bluetooth e wi-fi do seu celular quando não estiver em uso.

Fonte: Marcel Buono – PANROTAS

x

[recaptcha]

x




[recaptcha]

x