Acontece

Veja o que influencia os viajantes corporativos na escolha de hotéis

Uma pesquisa feita pelo Room It, divisão de distribuição de hotéis da CWT, revela o que mais influencia os viajantes corporativos na escolha dos seus hotéis. Segundo o estudo, são mais importantes nesta decisão o acesso ao wi-fi (84%), preços de tarifa de quarto (81%), distância até o local de trabalho (81%) e café da manhã (79%). A pesquisa compilou respostas de 660 viajantes corporativos de nove países.

Quando perguntados sobre os atributos que melhor descrevem o hotel ideal, os resultados mostram que o hotel e o serviço são influenciadores mais fortes do que as amenidades, a imagem ou a localização. Qualidade (44%), confiabilidade (38%), conveniência (40%), tranquilidade (30%), custo acessível (28%) e conforto (28%) são itens fortes. Regionalmente, a qualidade é mais importante para a Índia (63%), os EUA (44%), o Canadá (40%) e o Reino Unido (39%). A França prefere o conforto e a tranquilidade (49% e 39%), enquanto o México classifica a confiabilidade como a mais alta característica (54%).

“Trabalhamos continuamente para entender as necessidades específicas dos viajantes corporativos de forma que possamos oferecer as acomodações que irão garantir a sua satisfação”, afirma o vice-presidente sênior e chief experience officer do Room It, Scott Hyden. “Sabemos que é essencial prover a oferta certa para maximizar a conformidade com as políticas e reduzir os gastos com viagens.”

DADOS POR NACIONALIDADE
Os viajantes de negócios do Reino Unido e da Alemanha são os mais influenciados por terem acesso a SPAs (44%), já osprogramas de fidelidade são mais importantes para os viajantes do México e da Alemanha (46%).

Outros dados revelam que os viajantes corporativos da Alemanha são mais persuadidos pelas fotos (56%), enquanto os viajantes da França são os menos propensos a experimentar novas marcas de hotéis (26%). Além disso, os mexicanos são menos propensos a usar as ferramentas de reserva de sua empresa (24%), em comparação com os do Canadá (35%).

Viajantes alemães confiam mais em ter alguém que reserve suas viagens (41%) ou ir off-line para falar com um agente de viagens (40%). No geral, os viajantes corporativos têm maior probabilidade de hospedar-se no nível médio superior para propriedades de alto padrão, mas existem diferenças regionais importantes.

Funcionários da Índia e da Austrália são mais propensos a hospedar-se em propriedades de luxo (35% e 25%), enquanto os viajantes do México, dos Estados Unidos e da Itália são mais propensos a hospedar-se em propriedades de nível médio superior (35%, 32%, 27%).

 

Fonte: Panrotas.com.br

x

x



x