Acontece

Veja quais tendências do lazer têm inspirado o corporativo

Não é de hoje que as tendências do lazer estão inspirando as viagens corporativas, e prova disso é o famoso bleisure, que alia trabalho a momentos de lazer e que já ganha espaço nas políticas de viagens pelo mundo.

Mas há outras tendências antes restritas aos viajantes a lazer que estão influenciando o segmento de viagens corporativas. Os destinos que o digam. Orlando, na Flórida (EUA), antes apenas na mira de famílias em férias, passou a ser o foco de muitas reuniões e eventos corporativos.

O próprio complexo de Walt Disney World oferece espaços totalmente voltados ao Mice, com a possibilidade de tematizar as salas e também os cardápios, atendendo assim aos diferentes perfis de grupos.

Em Kissimmee (EUA) também há uma boa oferta hoteleira para eventos, com amplos espaços e serviços personalizados, como jantares especiais, uso de casas para eventos executivos e a possibilidade de criação de roteiros de acordo com as ideias dos clientes brasileiros.


FERRAMENTAS COMPLETAS

Não apenas os destinos têm influenciado a maneira de viajar a trabalho, como também as ferramentas de reservas. O último Relatório de Tendências de Viagens Corporativas da Expedia Affiliate Network revela que os funcionários esperam cada vez mais as mesmas opções, tecnologias e plataformas intuitivas de reservas que encontram em suas viagens de lazer.

Eles se dizem frustrados com os sistemas de reservas de viagens corporativas, os quais têm opções limitadas, altas taxas, tecnologia antiquada e interfaces inconvenientes – e essa frustração está aumentando as chances de esses viajantes reservarem fora dos canais estipulados pela empresa.

Quase metade de todos os entrevistados da pesquisa (46%) afirmam que querem uma funcionalidade aprimorada em ferramentas de reservas corporativas, como a capacidade de fazer alterações em reservas e recursos móveis aprimorados.

“O comportamento das viagens corporativas está evoluindo, e para as TMCs acompanharem essa evolução, precisam oferecer autonomia ao longo do processo de reserva, bem como um serviço cada vez mais personalizado. A partir daí, a conformidade e o engajamento dos viajantes com a política de viagens aumentará naturalmente”, comenta o presidente da Expedia Partner Solutions, Ariane Gorin.

O FUTURO

Não demorará muito para que a maioria das viagens de negócios seja reservada a partir de um smartphone e as ferramentas corporativas que não entregarem esses serviços acabarão perdendo.

Dreamstime

Por fim, outra tendência que vem do lazer é a escolha por economias compartilhadas: 36% dos entrevistados na pesquisa contam que reservam fora dos canais do empregador porque não conseguem encontrar uma propriedade que atenda às suas necessidades.

Mas, apesar de essa ser uma tendência crescente, os compradores de viagens indicam que acomodações alternativas ainda não são adequadas para a maioria das necessidades dos viajantes, que precisam de serviços como concierge, lavanderia, entre outros.

Fonte: Panrotas.com.br

x

x



x