Acontece

Viajantes corporativos se consideram experts digitais, segundo pesquisa

A KDS, empresa de softwares para gestão de viagens e despesas de viagens corporativas, divulgou recentemente um estudo no qual afirma que uma grande parcela dos viajantes a trabalho acredita ser proficiente em ferramentas digitais e espera que a tecnologia empresarial corresponda às expectativas como usuários.

Dos entrevistados, 98% se considera usuários avançados ou intermediários de soluções tecnológicas e 83% respondeu que a percepção de seus empregadores atuais e futuros é impactada de acordo com o posicionamento da empresa em relação ao mundo atual de conectividade.

Quando perguntados sobre a importância da tecnologia nos seus hábitos de reservas, 62% afirmou escolher métodos digitais por serem mais fáceis de usar, enquanto 44% os usam devido à velocidade que os gadgets e aplicativos oferecem nesse sentido.

No entanto, o levantamento mostra que ainda há algumas questões de produtividade e eficiência a serem resolvidas em reservas repetidas, já que 68% disse que a maioria de suas viagens são para o mesmo lugar e 58% dos participantes gasta entre 20 minutos e uma hora no processo de reservar passagens aéreas e hotéis.

É nítida a percepção de que as ferramentas tecnológicas e digitais estão ajudando os viajantes corporativos a ganharem cada vez mais independência nos processos de deslocamentos. Enquanto 56% reservam sua própria viagem, menos da metade utiliza uma agência ou possui um assistente para cuidar disso.

Mais uma vez, o bleisure foi destacado como uma tendência – 81% dos pesquisados indicou que estendeu um deslocamento a negócios para uma mini viagem de férias. Mesmo quando esticam para aproveitar o lazer, 51% ainda considera a conectividade essencial, inclusive na hora de descansar, e 27% não iria a um local caso não fosse possível ter acesso à internet.

x

x



x