Dicas de Nova York: Quando ir, conde ficar, onde comer e etc

800

Written by:

Sharing is caring!

A Big Apple é a cidade que nunca dorme e que atrai milhões de turistas todos os anos que ficam encantados com sua beleza, versatilidade e diversidade cultural. Nova York é uma das cidades mais procuradas dos Estados Unidos, principalmente por brasileiros. É rica em opções e a cada dia, novos passeios fazem o visitante descobrir uma nova cidade. Museus, monumentos, restaurantes, bares, parques e muitos eventos ao ar livre, fazem dessa metrópole um dos lugares mais surpreendentes para se conhecer.

Quando ir

As estações do ano em Nova York são bem definidas e isso é um fator que deve ser levado em conta na hora de escolher o período para viajar. Ente os meses de junho e agosto, o verão é intenso e os dias são bem ensolarados. A cidade ferve e as temperaturas chegam aos 35°C. É hora de aproveitar os eventos ao ar livre, os parques e as praças. Em Dezembro, Janeiro e Fevereiro a cidade passa por um inverno muito rigoroso e as temperaturas caem a baixo de zero. Nessa época também a cidade está toda bonita, cheia de cores e luzes, enfeitada para as festas natalinas. Pinheiros coloridos e enfeites dourados estão espalhados por toda Manhattan. Também é temporada de filas em restaurantes e atrações turísticas como os museus, pois a cidade está mais lotada. Mas o natal em Nova York é uma experiência única e inesquecível.

Nos meses de março, abril, maio, setembro e outubro, a cidade recebe menos turistas e as tarifas de passagens aéreas e hoteis caem bastante. É tempo de promoções nas viagens para a Big Apple. Além disso, outono e primavera tem belezas particulares e os passeios ficam mais agradáveis com as temperaturas mais amenas. Em novembro é um bom período para fazer boas compras por conta da Black Friday

Passeios

Estátua da Liberdade

Pode parecer um passeio turistão demais mas vale a pena conhecer um dos principais ícones da América. Até porque, para muita gente, estar em Nova York significa ver a dama de verde perto. Ela fica na Liberty Island, uma pequena ilha ao sul de Manhattan e foi um presente dado pelos franceses para o povo americano em 1886. É possível subir até o pedestal ou até a coroa da estátua e os ingressos são diferentes. Para ambos os casos, é preciso comprar os ingressos com antecedência e chegar cedo ao Battery Park, local de onde saem os barcos em direção ao monumento. Para evitar filas, a orientação é chegar mais cedo possível, de preferência antes das 10 horas. É aberta diariamente.

Central Park

É uma grande área verde, com mais de três quilômetros quadrados, no centro da ilha de Manhattan com muitos espaços de lazer, trilhas, campos e lagos. É o local preferido dos novaiorquinos para prática de esportes, diariamente. No verão, o parque vira palco de muitas atrações artísticas como apresentações de dança, circo e shows musicais. Não deixe de conhecer o Strawberry Fields, um jardim feito para homenagear o músico John Lennon e que mostra uma grande mandala com a inscrição Imagine, numa referência a um dos maiores sucessos do ex-beatle. É uma das fotos mais tradicionais do Central Park e fica bem perto do Edifício Dakota, onde Lennon morava e foi assassinado. Ao lado do The Lake há um ótimo restaurante à beira do lago, de onde se pode apreciar a vista e os barcos que deslizam no espelho dágua. Para garantir um bom lugar nas varandas é preciso fazer reserva antecipada.

Times Square

O lugar mais iluminado e efervescente de Nova York fica no encontro entre a Broadway Avenue com a Sétima Avenida. Um dos pontos mais conhecidos e, sem dúvida, mais visitados da Big Apple. O movimento maior acontece à noite, quando é possível ver, com mais clareza, os inúmeros painéis e letreiros iluminados, que anunciam marcas famosas e espetáculos teatrais. Lá existe uma grande variedade de lojas, bares e restaurantes famosos, que ampliam as possibilidades do visitante. A Red Stairs, escadaria vermelha da loja TKTS. é outra atração do local e que reúne milhares de pessoas todos para fotos e filmagens.

new york

Empire State e Top Of The Rock

O Empire State Building é considerado parte da história de Nova York e um dos símbolos mundiais da modernidade na cidade. Imortalizado no fikme King Kong, o prédio é uma silueta conhecida no skyline da paisagem e pode ser vistos de vários pontos da ilha de Manhattan. São 102 andares de altura, sendo que o ponto de observação mais procurado fica no 86º andar. De lá dá pra ter uma boa visão da cidade mas alguns pontos não podem ser observados e muitas pessoas referem outro observatório, menos famoso mas muito procurado, o Top of The Rock. Localizado no alto do GE Building, no Rockfeller Center, permite ter uma visão panorâmica de muitos locais importantes como Central Park, Times Square e Estátua da Liberdade.

new york

Brooklyn Bridge

A imponência e a beleza da ponte valem cada minuto da visita. Com cerca de dois quilômetros de extensão, ela fica suspensa sobre o Rio East e liga Manhattan ao bairro do Brooklyn. É um dos visuais mais bonitos do sul da ilha e excelente ponto para registros fotográficos. Foi a primeira ponte americana suspensa por cabos de aço e por muito tempo foi a única ligação entre a ilha e o continente. É muito bom ir de manhã para fazer a travessia até o ouro lado. No Brooklyn, a pedida é tomar um sorvete no tradicional Brooklyn Ice Cream Factory, que fica do lado da ponte. Sente ali e aprecie a vista, que é uma das mais bonitas.

new york

Museu de História Natural

American Museum of Natural History é um passeio incrível para pessoas de todas as idades. Crianças e jovens podem passar muitas horas conhecendo diversas alas sobre a fauna, a flora e as mais diversas culturas de todo o mundo. Logo na entrada está uma réplica de um esqueleto de um dinossauro com quase 30 metros de tamanho. Seu acervo é gigantesco, com aproximadamente 32 milhões de exemplares que contam a história de plantas e animais de vários pontos do planeta. Lá também estão artefatos de povos primitivos e tribos indígenas de diversos países. Neste museu está também a maior coleção de fósseis de dinossauros do mundo. Uma atração que chamou muito a atenção da minha filha de 15 anos foi o grupo de estátuas de pedra da Ilha de Páscoa, na Polinésia Oriental.

new york

Memorial de 11 de setembro

Também conhecido como marco zero da cidade, Memorial e Museu Nacional de 11 de Setembro é um monumento erquidopara homenagear as vítimas do ataque terrorista que aconteceu em 2001, no World Trade Center. A ideia é trazer esperança e consolo aos moradores da cidade que perderam parentes e amigos na tragédia. Os novaiorquinos aproveitam para meditar e rezar pelas pessoas que morreram nos atentados. O lugar é lindo e faz parte de uma experiência emocionante na cidade,onde foram construídas duas grandes fontes em forma de quadrado bem em cima de onde eram as torres gêmeas. No entorno das fontes foram inscritos em bronze os nomes de cerca de 3000 pessoas, vítimas dos atentados.

new york

High Line

Imagine uma linha férrea que foi desativada e transformada num parque suspenso. Este é o retrato do High Line, um local extremamente agradável para passear, tomar sol e relaxar, principalmente no verão e na primavera. Ele foi criado com o objetivo de dar uma nova cara para essa área que ficou feia e degradada com a desativação da linha do trem. Foi feito um deque de madeira e um paisagismo todo adequado ao local, com árvores, flores, arbustos e plantas ornamentais. natureza. Esse verde todo contrasta com os prédios e outras construções urbanas do entorno.

new york

Compras

Nova York é a cidade perfeita para fazer compras. Desde as lojas mais chics com as grifes mais caras da Quinta Avenida até as lojas mais populares e os shoppings de Outlet. Selecionamos as melhores opções para diversos tipos de bolsos.

new york

Quinta avenida

A Quinta Avenida é conhecida por abrigar as grifes mais caras do mundo e as lojas com produtos de alto luxo. Imortalizada em filmes e séries de TV, lá estão marcas como Dior, Armani, Tiffany, Prada, Louis Vuitton e Gucci.

Columbus Circle

As lojas no Columbus Circle ficam um pequeno centro comercial, ao lado do Central Park. Um das coisas boas desseshopping é que as lojas nunca estão muito lotadas e dá pra comprar com tranquilidade e sem filas, mesmo na alta estação. Lá estão marcas famosas como Coach, Hugo Boss, J. Crew e a magazine de ótimos preços, H&M.

Herald Square

A Herald Square é uma dos mais movimentados locais para comprar. Como é uma das áreas mais buscadas pelos turistas, é preciso ter paciência e disposição. Para visitar as lojas como Victoria’s Secret, Zara, Mango, Levis, Footlocker, Gap e Forever 2. O ideal é ir nos dias de semana e evitar sábados e domingos, quando a procura é bem maior.

Century 21

Essa loja é o paraíso dos descontos. Ao lado do Memorial de 11 de Setembro, é bastante procurada pelos visitantes em função dos baixos preços e da grande variedade de produtos. São cinco andares de setores com todo tipo de produto de uso pessoal, para casa, ferramentas, artigos de viagem e muito mais. Roupas, bolsas, perfumaria e maquiagens podem ser encontradas por preços muito abaixo dos praticados nas lojas tradicionais. Uma boa ideia é comprar os kits que a loja deixa prontos. A economia, em muitos casos, é de quase 50 por cento com relação às outras lojas. Ao comprar um kit de perfumes, eles oferecem cremes hidratantes. Ao comprar uma bolsa e uma carteira, vem junto uma necessaire. Na compra de uma máscara para cílios e um blush, ganhe um batom de alguma boa marca. Vale muito à pena. Também é um ótimo lugar para comprar malas e bolsas de vagem.

Jerseys Gardens

Outro bom lugar para comprar barato. Localizado na cidade vizinha de New Jersey, é o shopping de grande porte mais perto de Manhattan. Foi um dos melhores locais para fazer compras com preços mais acessíveis, principalmente em tempos de dólar mais alto. Pegamos o ônibus no terminal rodoviário Port Authority e chegamos lá em cerca de 40 minutos, apreciando o caminho entre as duas cidades até lá. O ideal é tirar um dia inteiro para ficar lá e poder garimpar as pechinchas com cuidado. Alugue um arrinho e percorra as lojas de interesse. Na entrada do shopping o visitante pode adquirir um pequeno guia de lojas para ajudar na seleção dos locais. Uma dica é visitar também as lojas de marcas desconhecidas e mais procuradas pelos americanos e menos pelos tristas brasileiros. Há muitas surpresas interessantes nessas lojas. Entre as opções estão marcas como Adidas, Nike, Nine West, Bed, Bath & Beyond, GAP, Banana Republic, Calvin Klein Converse (All Star).

Restaurantes

new york

Eataly

Um polo gastronômico que mistura mercado, restaurantes, bistrôs, bares, empório e loja de design. Localizado no Flatiron District, próximo ao Madison Square Garden, tem mais de cinco mil metros quadrados de gostosuras e delícias, principalmente as italianas. A variedade de opções é imensa. Massas, petiscos, doces, produtos industrializados, embutidos e uma infinidade de outros artigos importados e produzidos nos Estados Unidos, com origem internacional. Entre os restaurantes mais legais estão o Il Pesce, La Pasta & Pizza, La Piazza e o Manzo. Alguns deles só recebem clientes por meio de reserva , outros por ordem de chegada. Ele pode ser um passeio complementar às compras na Quinta Avenida.

 

Chelsea Market

Uma antiga fábrica de biscoitos virou um dos locais mais bacanas de nova York para comer bem. Separe pelo menos umas três horas para percorrer os corredores do mercado e degustar um mundo de delícias de todo tipo. Lá os visitantes encontram temperos, ingredientes, frutas, legumes, embutidos, queijos e vinhos de todas as partes do mundo. Ele possui mais de 30 opções de alimentação, desde padariascafés, bares e restaurantes, que servem desde os petiscos mais simples até os pratos mais elaborados. Quem gosta de utilidades de cozinha tem que fazer uma visita ao Bowery Kitchen Supply. Lá dentro fica a Bowery Eats onde são servidosváriotipos de sanduíches deliciosos, com rosbife, pastrami, hamburguers e salame. Também há opções para vegetarianos. Compre um sanduíche, um suco ou uma garrafa de vinho e faça seu lanche no High Line, aproveitando a vista do local.

Olive Garden

É uma rede de restaurantes italianos que existe em todo o território americano. Muito tradicional,oferece comida de boa qualidade para quem não quer gastar muito. Tem boa variedade de massas, lasanha, filé a parmegiana, camarão, saladas e sopas.

Red Lobster

Um bom lugar para comer frutos do mar a preços convidativos. Quase todas as lojas possuem aquários de lagostas vivas que o cliente pode escolher para sua refeição. Os pratos são saborosos e com porções generosas. Mas cardápio também dispõe de outros pratos como saladas, filé com batatas fritas e steaks de frango com vegetais.

Shake Shack
Impossível ir a Nova York e não experimentar aquele que e considerado o melhor hamburguer da cidade. Shake Shack é considerado por muitos como o melhor hambúrguer em Nova York. A carne assada na grelha tem um gostinho de churrasco e o tempero não é muito condimentado. O pão quentinho e torrado acompanha bem o queijo derretido. Os milk shakes também são considerados excelentes e bem batidos. Essa fama toda traz um problema: o tempo de espera na fila sempre é prolongado.

Carnegie Deli

Essa delicatessen tão simples tem a fama de fazer o melhor sanduiche de pastrami de Nova York. Foi uma das coisas mais gostosas que eu já comi na vida. Na época, pagamos 16 dólares por um sanduíche bem grande, que servia duas pessoas. A fila para entrar no restaurante também era grande, principalmente na hora do almoço. Depiis de 15 horas o movimento cai e fica mais fácil conseguir atendimento. Um dos carros chefes da casa é o sanduíche Woody Allen.

Vivencie NYC!

Sharing is caring!

Last modified: 21 de julho de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *