Dicas de San Pedro do Atacama

230

Written by:

A América do Sul e cheia de destinos fantásticos, que agradam todo tipo de viajante. Os mais aventureiros e apaixonados por aventuras, viagens e lugares exóticos vão se encantar com o Deserto do Atacama. Considerado o deserto mais seco do mundo, ele fica a mais de 4.000 metros de altura no altiplano dos Andes. As paisagens são incríveis! Lagoas, salares, gêiseres e formações rochosas que montam cenários de tirar o fôlego. Aproveite as dicas da nossa agente Rose Rangel e não esqueça a máquina fotográfica para eternizar essas imagens indescritíveis!

Quando ir

Estimativa é de 300 dias de sol e céu limpo por ano, então já se vê que o Deserto do Atacama é um lugar que pode ser visitado durante todo o ano. Visitar o deserto e San Pedro de Atacama é um programa para o ano todo. Apesar disso lá se percebe melhor as diferenças entre o período do inverno e do verão chilenos. No frio, o alto dos morros e vulcões altos apresentam camadas de neve que podem ser vistas de longe, de vários locais e as temperaturas podem variar entre 1º e 20º graus Celsius. As noites tendem a ser mais frias. No verão as médias ficam em torno de 20 a 25 graus, mas já foram registradas temperaturas extremas de até 40 graus. Quando for fazer a mala lembre de levar tanto roupas leves e confortáveis, como casacos para enfrentar o frio se for necessário. Devido a grande amplitude térmica nos meses de verão e inverno, quando as temperaturas variam muito em um único dia, prefira viajar ao Atacama durante a primavera (setembro a novembro) e no outono (entre março e maio). Evite ir em Fevereiro que é o mês com maior probabilidade de chuva.

 

Como chegar

 Avião
É preciso chegar primeiro em Santiago, capital do Chile. Existem voos diretos partindo dos aeroportos de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Latam, Gol e Sky são as companhias que operam o trajeto. Para quem viaja de casal, sozinho ou em pequenos grupos, o ideal é contratar um serviço de transfer para chegar de Santiago ao Atacama. Várias empresas fazem esse transporte e podem ser contratadas antes de chegar ao destino, com antecedência.

Valle de La Luna e Valle de la Muerte

O Vale da Lua é um dos passeios mais tradicionais para se fazer no Atacama.  O roteiro inclui o passeio mais tradicional a se fazer no Atacama. Ele recebeu esse nome porque sua superfície remete à lembrança da superficie lunar. Lá há algumas formações geográficas feita de sal, argila e gesso, que foram moldadas pelo tempo e pela erosão causada pelo vento e pela chuva. Não deixe de conhecer a grande Duna, os cânions e as cavernas.

O Vale da morte também é uma área de cânions e dunas, com grandes formações pontiagudas e arenosas. De um mirante instalado no local pode se ter uma das mais belas vistas do Vale. Há opções de passeios de sandboard nas dunas.

Pedra do Coiote

Um outro bom local para apreciar a paisagem de cima. Do alto das pedras se tem uma vista excepcional de boa parte do Atacama. Prefira ir no fim da tarde para ver o por do sol e se encantar com o colorido que os raios deixam no céu, em tons de rosa e laranja.

Lagunas Altiplânicas e Salar de Atacama

As lagoas de Miscanti  Miniques atraem grande número de visitantes devido a sua beleza e diversidade. A Lagoa Miscanti é uma das mais bonitas, com águas tranquilas e cercada por uma vegetação bem característica. No inverno, boa parte do espelho dágua fica congelado e promove outro tipo de visual.

A Lagoa Miñiques chama a atenção pela coloração de suas águas, em tons variados de azul. Uma das imagens mais belas é o reflexo dos morros que a circundam e que se reproduzem em suas águas. Como elas ficam a mais e 4.200 metros de altitude, o visual é ainda mais surpreendente.

Salar de Atacama e Lagoa Chaxa

Este é o famoso deserto de sal do Atacama. Uma paisagem exótica e deslumbrante. As formações de sal são bem típicas dessa região e compõem um cenário de cinema. Na Lagoa Chaxa, a pedida é admirar os flamingos, espécie da fauna local, muito comum em quase todo o roteiro. Graças a sua alimentação especial, as aves apresentam uma coloração rosada bem intensa.

Geiser del Tatio

É preciso sair bem cedo do hotel para aproveitar todo o potencial dos géiseres de Tatio. Normalmente, os passeios começam as quatro horas da manhã, pois são percorridos mais de 200 quilômetros até o lugar onde eles ficam. Os gêiseres são formações geológicas muito comuns em regiões vulcânicas. Assemelhados a pequenos vulcões, eles expelem águas e gases em altas temperaturas. No tempo de inverno, esses gases ficam mais evidentes. Para evitar os riscos com acidentes, os guias locais orientam evitar caminhadas entre as fendas rochosas e não ultrapassar os limites permitidos.

 

Onde comer

Adobe Restaurante

San Pedro de Atacama é um vilarejo pequeno mas farto em opções gastronômicas. Entre os restaurante que fazem mais sucesso está o Adobe, que abre tanto para almoço como para jantar. Se você tiver sorte vai encontrar uma fogueira acesa, em redor da qual os visitantes se reúnem para petiscar e tomar uns drinks. O cardápio serve, peixes, carnes e frutos do mar.

PIzzeria El Charrua

Pizza boa é uma refeição que agrada a todos. Logo na entrada já e sente o delicioso aroma de massa assada no forno a lenha e molho de tomate. Ela fica na Calle Tocopilla, quase esquina com a Caracoles. O cardápio é pequeno, mas os pratos são deliciosos. Além das pizzas, podem-se escolher saladas e outros tipos de massas.

 

 

 

Heladeria Babalu

O calor do deserto pede algo fresco e gostoso e uma das melhores opções é um sorvete bem caprichado. Na Heladeria Babalu há vários sabores, desde os mais convencionais como chocolate e morango até os mais exóticos como de folha de coca, pisco sour ou de quinoa.

 

Sol Inti Restaurante

Aproveite este ambiente para apreciar os petiscos mais tradicionais do Chile acompanhados de uma cerveja artesanal. O ambiente rústico é acolhedor, cardápio é diversificado e o atendimento é melhor que os demais da região, principalmente na hora do almoço.

 

Dicas imperdíveis da Rose Rangel

A agente da Casablanca Turismo, Rose Rangel, acabou de voltar de San Pedro do Atacama e tem dicas incríveis para deixar a viagem ainda mais emocionante.

Um dos passeios que a Rose sugere é o de Mountain Bike. Ela diz que a geografia do Atacama é perfeita para a prática desse esporte, percorrendo as diversas trilhas e com graus de dificuldade diversos para todo tipo de ciclista.

“Os guias locais dão toda a orientação que podem melhorar as habilidades dos praticantes”, garante Rose. Mas ela lembra que se o objetivo é apenas relaxar pedalando, existem percursos mais leves para todas as idades.

 Quem gosta de astronomia também encontrou o local adequado para apreciar o céu e os astros.  Rose conversou com alguns especialistas no assunto eles afirmaram que há um conjunto de fatores que favorecem esse ponto de observação, tais como a altura dos terrenos, a limpeza do céu e o clima mais seco. Ela destaca que alguns hotéis possuem observatórios e promovem excursões astronômicas com uso de telescópio para apreciar as estrelas, planetas e constelações.

 Outro passeio de destaque é o tour de balão, com um voo incrível sobre o deserto e sus paisagens deslumbrantes. A sensação de sobrevoar o deserto é única e inesquecível!

Last modified: 25 de setembro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *