Go girl! Vá viajar o mundo

330

Written by:

Sharing is caring!

Recentemente conquistamos estabilidade e independência financeira, junto a isto, um desejo ainda maior de conhecer o mundo. Afinal, nossa ancestralidade é nômade, não podemos negar nossa necessidade de desbravar.

Em novembro de 2016, o Ministério do Turismo anunciou que 1 em cada 7 mulheres planejava viajar sozinha. Número expressivo para o mercado. Como consultoria de viagens, podemos dizer que mesmo sem os dados atualizados do ministério, vimos o número de mulheres buscando viagens solos ou em grupos crescer.

Aproveitando o ensejo, resolvemos dar algumas dicas sobre como viajar sozinha pelo mundo. Peço licença para escrever em primeira pessoa em alguns momentos, haja vista que a pessoa que vos escreve resolveu há alguns anos deixar o medo de lado e conquistar o mundo.

  1. Primeiro as coisas primeiras.

Se você nunca fez uma viagem solo, a primeira não precisa ser para o outro lado do mundo. Viajar solo, pode ser também viajar para uma cidade próxima, assim você ganhará know-how para alçar voos mais altos.

  1. Peça ajuda no planejamento.

Procure informação, busque uma consultoria de viagens, leia sobre o destino, esteja ciente das necessidades como vacinas, transfers, localização dos pontos que você deseja conhecer. Até aí, tudo igual a viajar em grupo ou em família, certo?

  1. Prepare-se para estar só!

Estar só significa uma oportunidade única de meditar, estar em plena atenção, observar tudo ao redor e sim, conhecer pessoas interessantes de todas as idades. Esteja atenta ao comportamento das pessoas, é transformador.

  1. Reconheça a área.

Ao chegar, converse com a recepção do seu hotel, tente entender a dinâmica da cidade, pegue o cartão com contato e endereço do local onde está hospedada. Assim, caso seu celular descarregue, você terá o endereço em mãos para chegar. Pergunte sobre meios de transporte e horários mais adequados para chegar e sair.

  1. Tenha um roteiro, e se permita não o seguir.

Tenha um roteiro de tudo o que você quer fazer no local, museus, ruas, bares, restaurantes, pontos turísticos, tudo. Mas se na fila do museu você fizer amigos, vá com eles (se se sentir segura) e descubra aquele restaurante por trás de uma pequena porta que guarda um mundo de sabores. Pessoalmente posso falar que recentemente estive em um desses lugares. Um restaurante gerido por uma família de Moçambique. Com uma comida espetacular e cheia de histórias, escondido em uma das estreitas ruas de Alfama, o bairro mais típico de Lisboa.

  1. Cuide da burocracia

Consultores de viagens podem lhe ajudar com a parte que pode complicar sua viagem. A burocracia de vistos, seguros e afins.

Lembre-se, ao estar sozinha e uma cidade que não a sua, é fundamental ter a segurança de um consultor para quem você ligará ou que te manterá informada sobre atrasos, cancelamentos de voos e outros riscos.

  1. Esteja munida de ferramentas.

Diga sim ao pau de selfie, estabilizadores de imagens e carregadores portáteis. Você pode aproveitar o momento de pedir uma foto para fazer um novo amigo. Mas nem sempre é confortável solicitar 102 fotos para que você escolha 1 para postar, hehehe.

  1. Vá de peito aperto e volte de coração preenchido

Dito tudo isto, avisamos: viajar sozinha pode ser um caminho sem volta. Você jamais volta a mesma depois de uma viagem, mas viajar em sua própria companhia é uma das experiências mais incríveis que podemos viver.

 Se precisar de apoio, estamos aqui.

Sharing is caring!

Last modified: 8 de março de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *